Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘sedução’ Category

Florescer

“Quero fazer contigo o que a primavera faz com as cerejas…”

(Pablo Neruda)

Read Full Post »

desejo

Meu Amor

Porque condenas os homens por seus viris desejos?

Se toda mulher, só quer se despir

insanamente em desejos para seu homem.


Não fales de romance, ou promessas futuras

quando as rosas, em verdade,servem apenas

para vestir um corpo que anela

pelo regogizo de uma boca entreaberta.


Para que insistir no romance?

Se tudo se finda ou se inicia

entre lábios molhados que pouco falam

entre olhares perdidos que muito dizem.


Não somos aqueles tolos e ingênuos jovens

em pleno fervor de um exercicio sensorial.

Eles  apenas  exercitam.

Deixe-os ansiar loucamente pelo sufocar.


Seja corpo entregue em plenitude

de sentimentos que lembram

um delicioso e ofegante ato de pecar.

(Beth Santana)

Read Full Post »

lacos

Em poucas horas seremos noite.
Ao longe sinto tua presença
em apressados bater de asas
vagando em negro espaço.

Apenas venha, mas sem pressa
em atender meu coração
que descompassadamente
te pede, te chama.

Ainda é crepúsculo
teremos muitas horas
para sermos uníssonos no silêncio
de nossa carne e espírito;
estamos condenados por sentimentos
no limbo de uma eternidade.

Apenas fique em mim
até que o sol te acorde,
ou o bem-te-vi me chame.

(by Beth Santana)

Esse poema foi pulbicado nesse mesmo espaço em  07 de novembro de 2007. E escolhido por Carmen Neves para ilustrar seu novo livro “Castelo de Desejos” – um singelo poema,  puramente intuitivo, que juntamente com outros tantos emotivos – escolhidos por Carmén – ilustraram uma linda história de amor.

PS: Queridos, me perdoem pela ausência – ando um pouco atarefada! Prometo retornar assim que passar esse ciclo de muitos afazeres, deveres, obrigações…

Read Full Post »

 

Gosto da frente fria.
Vejo-a chegando nas montanhas
rapidamente trazida pelo vento.
Gosto do vento gelado,
que parece cortar os ossos.
Gosto de toucas e mantas
Edredons e cachecóis
ficar entre cobertores
com a companhia do chá ou do capuccino
que molham as bocas
de corpos que se aquecem
que suam
e se protegem
com o calor que emana
entre quatro paredes.

(Beth Santana)

Read Full Post »

 

Basta o sensual de mim,
para te despertar em insana volúpia,
em olhar de êxtase, em boca a profanar
as mais obscenas palavras de desejar.

Basta o sensual de mim
para te provocar
em chegar no máximo de meu corpo
e nos lençóis molhados de você.

Basta o sensual de mim
para que eu também desperte
e insandeça no simples
querer do teu sal.

Basta o sensual de mim
para que nossas vozes emudeçam
e as noites sejam longas
no sabor de nossos corpos.

Basta o sensual de mim
para te ter em sabor e suor
dentro de mim.

(By Beth Santana)

Read Full Post »

As noites têm sido febris
Sinto-te em minhas entranhas
Decifrando meu delírio
Sem pudores de amor

Suando em delícias
Meu sagrado em tuas mãos
Nossos sons ecoam em suave harmonia
Dois corpos, doce pecado

Prazeres obscenos
Que se encontram no toque
Corpos em delírios
Um em dois, apenas nós
Egoístas, devassos, castos

Puros
Em nosso sagrado amor

Read Full Post »

 

Alma andante, errante, pensante.
Mergulharei meus pés na areia,
Caminharei no mar,
Ouvirei nas conchas, o som das estrelas.
Deitar-me-ei no vento,
Dançarei com as ondas,
Farei com você,
Amor sob o luar.

(by Beth Santana)

Read Full Post »

Older Posts »