Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘sensações’ Category

desejo

Meu Amor

Porque condenas os homens por seus viris desejos?

Se toda mulher, só quer se despir

insanamente em desejos para seu homem.


Não fales de romance, ou promessas futuras

quando as rosas, em verdade,servem apenas

para vestir um corpo que anela

pelo regogizo de uma boca entreaberta.


Para que insistir no romance?

Se tudo se finda ou se inicia

entre lábios molhados que pouco falam

entre olhares perdidos que muito dizem.


Não somos aqueles tolos e ingênuos jovens

em pleno fervor de um exercicio sensorial.

Eles  apenas  exercitam.

Deixe-os ansiar loucamente pelo sufocar.


Seja corpo entregue em plenitude

de sentimentos que lembram

um delicioso e ofegante ato de pecar.

(Beth Santana)

Anúncios

Read Full Post »

lacos

Em poucas horas seremos noite.
Ao longe sinto tua presença
em apressados bater de asas
vagando em negro espaço.

Apenas venha, mas sem pressa
em atender meu coração
que descompassadamente
te pede, te chama.

Ainda é crepúsculo
teremos muitas horas
para sermos uníssonos no silêncio
de nossa carne e espírito;
estamos condenados por sentimentos
no limbo de uma eternidade.

Apenas fique em mim
até que o sol te acorde,
ou o bem-te-vi me chame.

(by Beth Santana)

Esse poema foi pulbicado nesse mesmo espaço em  07 de novembro de 2007. E escolhido por Carmen Neves para ilustrar seu novo livro “Castelo de Desejos” – um singelo poema,  puramente intuitivo, que juntamente com outros tantos emotivos – escolhidos por Carmén – ilustraram uma linda história de amor.

PS: Queridos, me perdoem pela ausência – ando um pouco atarefada! Prometo retornar assim que passar esse ciclo de muitos afazeres, deveres, obrigações…

Read Full Post »

paquera1005
 
Nossos olhares se cruzam!
Disfarço, olhando para um outro.
Buscas na outra de mim
que te ignora;
um sorriso, um gesto, minha voz.

 

Emudeço.
Nada digo
e ficas a esperar
um sinal,
um estender de mão,
um olhar,
um aval no sorriso,
talvez, um simples, venha!

 

Tenho tanto a te dizer!
que nada consigo dizer
no meu ignorar-te.
Olho-te e parto, muda.
Sigo pelas ruas
dirigindo meu carro
sem olhar para trás.

 

Tenho pressa
em não mais te ver
para não mais sentir
o teu sentir.

 

(by Beth Santana)

Read Full Post »

 casal1

Me revelastes
que por minha atenção clamavas,
que meu corpo desejavas,
em teu prazer solitário.
Silenciei.
E no silêncio de nossos corpos,
me entreguei.

Despi-me da santa,
atendi ao teu apelo;
me fiz meretriz de tua volúpia
em manhãs sedutoras,
em tardes de êxtase,
em noites devassas.

Presta atenção!
É Ano Novo. Ouço os fogos.
Pega a taça.
Derrama a champagne no meu corpo.
Me deixe inebriada de você!

Deixe que apenas o som de nossos corpos
brinde aos nossos novos dias
de êxtase, sedução, devassidão.

Veja. Eles brindam.
E nós estamos aqui…
Nos embriagamos em nós.

(by Beth Santana)

Read Full Post »

 

Me destes a mais linda rosa.
Mas desprezas os girassóis,
Não repara nas flores do campo,
Pisas nos crisântemos.

Lembra? Sou o adubo do jardim…

Me dedicas o mais lindo amor.
Mas não amas ao teu próximo,
Não respeita teus amigos,
Não sorri para os desconhecidos.

Lembra? Sou parte deles…

Amas minhas tempestades.
Se aconchega em minha brisa.
Conforta-se no meu sopro.
Mas brigas com o ar que respiro.

Lembra? Sou a rosa dos ventos…

Esforças em dedicar-me o mais belo.
Mas o melhor de ti, o mundo não viu.
Estás feio de alma.
Tua feiura me entristece,
pois sempre revelastes
a tua bela essência para mim.

Lembra? Sou parte de você…

Me idolatras, mas fui feliz
quando me tirastes do pedestal
e caminhamos de mãos dadas,
na noite fria e estrelada, sem nossas estrelas cadentes.

Lembra? Sou àquela que aquecestes…

Lembras?…Eu lembro! Jamais esquecerei que existe tamanha beleza em tua essência. Mas não machuques o mundo, sou parte dele, acabas me machucando também. Não seja triste, sou parte de você, acabarei entristecendo também. Somos apenas um, unidos por sentimentos. Não seja belo apenas aos meus olhos, sou pequena particula de poeira das estrelas.

Read Full Post »