Feeds:
Posts
Comentários

Meu Sonho é Voar

 

Meu sonho é voar
Por todas galáxias
Acima das Rochas
Desvendar outras crostras
Voar e voar e só voar…

Meu sonho é voar
Para as estrelas
Pelo tempo
Até ao futuro
E depois
Retornar ao passado…

Meu sonho é voar
Dentro da minha mente
Perscrutar com minhas asas
A resistência do vento
A teimosia do tempo
A mania das nuvens
A magia de voar e zás
Voar e voar e só voar…

Meu sonho é voar
Na loucura do Homem
Nos pensamentos que somem
Nos ventos que sobem
E descem só por capricho…

Meu sonho é voar
Só por capricho do desejo
Só pelo menos um dia
Só por querer sonhar
Com algo um tanto impossível
Materialmente
E possível somente
Na imaginação da minha mente.

(Edson Cumbane)

maos_e_borboleta

Anúncios

Roda-Gigante

Quero apenas subir na roda-gigante,

E do alto apreciar a cidade sobre meus pés.

Não quero bolo, velas faiscantes,

muito menos ser a anfitriã do dia

recebendo gente bacana

na minha casa bacana.

Permitam-me, querer ser esquecida

no dia em que quero ser criança;

comer pipoca, cachorro-quente,

rir a toa, gritar e morrer de medo

quando a roda-gigante, de repente, parar…

para depois voltar a girar.

Assim como a vida…

(Beth Santana)

roda-gigante

Fragmentos

sozinha___

Sinto-me fragmentada

como àquelas nuvens que surgem no céu

ali, adiante, naquele horizonte montanhoso

que meus olhos descansados, alcançam.

Fragmenta de um todo

ainda não completa,

encaixando pedaços de pedra

que se juntam umas as outras

numa orla qualquer de pedras portuguesas.

Fragmentada na certeza de que o incerto

é mera questão subjetiva de um nada

que se completa num todo qualquer,

de um mar qualquer, de um verde qualquer,

em quaisquer pessoas.

(Beth Santana)

Meu Amor

mulher_sentada

Onde Está O Meu Amor?

(Paulo Ricardo)

Onde está o meu amor?
Quem será, com quem se parece?
Deve estar por aí
Ou será que nem me conhece?
Onde andará o meu amor?
Seja onde for irá chegar
Onde está o meu amor?
Que será que ele faz da vida?
Deve saber amar
E outras coisas que Deus duvida
Corre, se esconde
Finge que não,jura que sim
Morre de amores aonde
Longe de mim
Onde está o meu amor?
Leve envolto em tanto mistério
Deve saber voar
Deve ser tudo o que eu espero
Onde andará o meu amor?
Seja onde for eu sei que vai chegar
Corre, se esconde
Finge que não, jura que sim
Morre de amores aonde
Longe de mim
Aonde está o meu amor?
Deve estar em algum lugar.

Pequenos Vagalumes

mcdonalds_drivethru

Todas as direções

observo as luzes

que vão, que vem

em constante movimento de direções

sincronizadas, opostas;

luzes mecânicas

guiadas, acompanhadas

por outras luzes.


Luzes

que pedem passagem,

em velocidade

de destinos traçados,

alguns atingidos,

outros interrompidos;

em pontos de partida,

em rotas de chegada.


Luzes de
pequenos,

ágeis vagalumes

diante dos meus olhos

no escuro da noite.

Meu All Star Rosa

O dia amanheceu assim
um dia qualquer meio assim
– dias atrás –
dias de pingos de chuva,
poças, subúrbio,
gente acordando,
gente em movimento de despertadores atrasados;
com seus guardas-chuva, capas,
sem pedidos de desculpas ou bom-dia.

Ela passa no meio do cinza
das pessoas nubladas, apressadas.
Ela e seus passos vagarosos, preguiçosos
cabelos sendo molhados pelos pingos de chuva.
Ela e seu All Star Rosa, quebrando o cinza
no olhar das daquela gente que apenas passa.

(Beth Santana)

Entre quatro paredes

 

Gosto da frente fria.
Vejo-a chegando nas montanhas
rapidamente trazida pelo vento.
Gosto do vento gelado,
que parece cortar os ossos.
Gosto de toucas e mantas
Edredons e cachecóis
ficar entre cobertores
com a companhia do chá ou do capuccino
que molham as bocas
de corpos que se aquecem
que suam
e se protegem
com o calor que emana
entre quatro paredes.

(Beth Santana)